Novidades

Casa de férias pode ser comprada em grupo e rateada

por Filipe Oliveira de São Paulo

Quem viu seu sonho de comprar uma casa de férias ser adiado pela crise pode ter uma alternativa com a compra de uma fração de um imóvel, se não se importar que a casa tenha outros donos.

É possível comprar um décimo de um estúdio no resort Granja Brasil, em Itaipava (RJ), por R$ 70 mil, ou ser um dos 12 donos de uma casa em Itacaré (BA), por R$ 252 mil.A WAM, empresa de Caldas Novas (GO), atua com frações imobiliárias desde 2009.

No ano passado, foram 18 mil. Neste ano, pretende vender 33 mil cotas.A empresa também tem empreendimentos em Olímpia (SP) e Porto Seguro (BA) e deve começar a vender em Gramado (RS) e Santa Catarina neste ano. As cotas mais baratas saem por R$ 25 mil.

"Trouxemos dos EUA o modelo para uma classe B e C que tem como pagar R$ 400 ou R$ 500 por mês para poder fazer quatro viagens por ano", diz Marcos Freitas, diretor de operações da empresa.

DIVISÃO

Para que todos os donos possam usar a casa, cada um tem direito a um número de semanas por ano. É garantido um mínimo de estadias em datas festivas, alta e baixa temporada. Alguns permitem agendar as datas via internet.

O aparecimento do modelo tem relação com oscilações no mercado imobiliário. Esteban de la Cruz, diretor comercial do Quintas Private Residences, na Costa do Sauipe (BA), afirma que a ideia de dividir casas ali surgiu em 2008, quando as vendas estavam abaixo do esperado.

A opção de comprar o imóvel aos pedaços foi lançada em julho de 2010, com 20 casas disponíveis por a partir de R$ 202 mil.

Ele diz que foram vendidas 198 frações das 240 disponíveis. Segundo Cruz, a crise pode acelerar as vendas neste ano. "Nos primeiros 15 dias foram vendidas cinco frações, o que não é comum."

FACILIDADE

O principal argumento para convencer clientes é adequar o valor gasto no imóvel ao uso que o novo proprietário vai fazer.

A cirurgiã dentista e escritora Dulcineia Mattar, 58, é proprietária de fração no Quintas desde 2011. Antes do imóvel, teve casa na Riviera de São Lourenço, em Bertioga (SP).

Agora, ela viaja ao resort três vezes por ano. "As pessoas acham estranho dividi-la com outras 12 pessoas. Mas, quando venho, a casa está limpa e organizada."

A semana a que ela tem direito e não usa é trocada por pontos no programa de intercâmbio Registry Collection International, do qual o resort é parceiro. Os pontos podem ser trocados por estadias em outras casas.

Fonte: http://m.folha.uol.com.br/mercado/2016/01/1732759-casa-de-ferias-pode-ser-comprada-em-grupo-e-rateada.shtml

mais novidades
As empresas SPE Olímpia, SPE WGSA, SPE Porto Seguro, administradas pelo Grupo Natos, são auditadas pela KMPG AUDITORES INDEPENDENTES.
KPMG AUDITORES INDEPENDENTES (2013/2014/2015/2016)